17 de fev de 2014


Tentar escrever é difícil para mim, não sou escritora. Minhas redações escolares eram um fracasso, e por mais que fossem melhores que as de alguns colegas, a maioria na verdade, elas ainda eram (ou são) medíocres. Mas agora, me sentindo estimulada pela leitura do final de semana, quem sabe eu não me torne uma escritora nata se realmente me esforçar?
Nunca li Sartre, nem Flaubert, e por mais que diga que li Kafka ao 15 anos, e eu li, não terminei o livro. A ideia de um homem se transformando em uma barata não é muito tentatora para uma garota da cidade. O que quero dizer é que também não sou uma “senhora” leitora, embora leve uma vida universitária movimentada e precise ler bastante.
A verdade é que tenho planos de publicar um livro e por mais que os textos ali presentes não sejam meus, me parece interessante que para fazê-lo com honra eu deva ao menos exercitar minha escrita.
Esse foi meu primeiro texto, o primeiro que tive coragem de publicar.